Loading...
Loading...

terça-feira, 30 de outubro de 2007

Estrutura da Monografia de fim de curso

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E VALORIZAÇÃO DOS RECURSOS HUMANOS
INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO
DEPARTAMENTO DE GEOCIÊNCIAS
LICENCIATURA EM GEOGRAFIA


Estrutura da Monografia de fim de curso



Tema: O PROCESSO DE FLORESTAÇÃO DA ILHA DE SANTO ANTÃO



CAPÍTULO I

1. INTRODUÇÃO
2. ENQUADRAMENTO GEOGRÁFICO DE CABO VERDE
3. ENQUADRAMENTO GEOGRÁFICO DA ILHA DE SANTO ANTÃO
4.CARACTERIZAÇÃO GERAL DA ILHA DE SANTO ANTÃO
4.1. Caracterização geomorfológica
4.2. Caracterização geológica, solos e formas de relevo
4.3. Caracterização climática
4.4. Caracterização da Vegetação
4.5. Divisão administrativa e população
4.6. Caracterização da situação sócio - económica da população

CAPÍTULO II
1. O FENÓMENO EROSIVO DA ILHA DE SANTO ANTÃO
1.1. Tipos de erosão mais frequentes na ilha:
1.1.1 Erosão hídrica
1.1.2. Erosão eólica
1.1.3. Erosão antrópica
1.2 Causas da erosão
1.3 Consequências da erosão
1.4 Técnicas utilizadas para minimizar o problema
1.4.1. Campanhas de arborização
1.4.2. Construção de dispositivos mecânicos
a) Diques
b) Arretes e Muretes
c) Socalcos/Terraços
d) Banquetas e caldeiras (meia lua)
1.4.3. Fixação de vegetação herbácea e arbustiva em curvas de níveis
1.4.4. Estudos Técnicos ligados ao sector florestal
a) Reciclagens e outras formações teórico-prática de curta duração
b) Formação de técnicos nas diferentes áreas de desenvolvimento rural

CAPÍTULO III
1. A FLORESTAÇÃO DA ILHA DE SANTO ANTÃO
1.1. Antecedentes
1.2. Breve revisão histórica da florestação em Santo Antão
1.3. Técnicas de instalação dos povoamentos
1.3.1. Preparação de terreno
1.3.2. Recolha e tratamento de sementes
1.3.3. Preparação e instalação de viveiros principais
1.2.4. Produção de plantas
1.2.5. Transporte e instalação de viveiros de abacelamento (secundários)
1.2.6. Plantação
1.2.7. Manutenção das plantações
1.2.8. Principais espécies utilizadas
1.2.3. A preservação dos perímetros florestais

CAPÍTULO IV
1. BASE LEGAL PARA A PROMOÇÃO DO DESENVOLVIMENTO DOS RECURSOS FLORESTAIS
1.1. Análise da legislação florestal de 1928
1.2. Análise da legislação florestal de 1989
1.3. Análise da legislação florestal de 1998
1.4. Comparação critica da evolução dessas leis

CAPÍTULO V
1. GESTÃO DAS FLORESTAS
1.1. Floresta utilizada como fonte de energia
1.2. Floresta utilizado como matéria-prima industrial
1.3. Floresta utilizada como forragem para pastos
1.4. Floresta como a garantia do equilíbrio do ecossistema (solos, agua, clima, fauna, flora)

CAPÍTULO VI
1. CONSTRANGIMENTOS
1.1. Conflitos entre os responsáveis dos perímetros florestais e os proprietários dos terrenos.
1.2. Conflitos entre os responsáveis dos perímetros florestais e os criadores de gado
1.3. A Problemática do serviço dos guardas florestais
1.4. Criação de polícias florestais

CAPÍTULO VII
1. PERSPECTIVAS DE INTEGRAÇÃO DAS COMUNIDADES RURAIS NO PROCESSO DE CRIAÇÃO, GESTÃO E CONSERVAÇÃO DOS RECURSOS FLORESTAIS
1.1. Criação de recursos Florestais
1.2. Gestão integrada, sustentável e durável dos recursos Florestais
1.3. Conservação dos recursos Florestais

CAPÍTULO VIII
1. CONCLUSÕES
2. RECOMENDAÇÕES
3. BIBLIOGRAFIAS
4. ANEXOS

Obs: Sujeito a pequenas alterações ao longo do trabalho

Nenhum comentário: